Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

 Destes gosto mesmo!

Foi mesmo em frente à minha casa. Abriu ontem uma nova “Padaria Portuguesa”. Já tinha ido meia dúzia de vezes a este “conceito” que se tem espalhado bem pela cidade. Mas sempre à pressa. Ontem vi melhor. Sempre é um novo vizinho. Então aqui vai: de portuguesa, portuguesa….está abaixo das possibilidades. Não é que eu queira Conchitas Wurst  a servir à mesa, isto é, mulheres à “antiga” de bigodinho e tudo. Eu que só costumo apontar para o positivo, estou cada vez melhor: não gosto de ser enganada, ou que me criem falsas expectativas.

 

É um espaço muito agradável, numa esplanada gira, apetecível – coisa rara por estes lados - vende coisas muito saborosas, com óptimo aspecto (tudo feito por nós, disseram-me). Está-se bem. Agora, portuguesa? Não.

 

Eu estive várias vezes no Brasil – em S.Paulo, no Rio de Janeiro e em Florianópolis – à custa do Manoel de Oliveira. Não que ele me tenha pago as viagens – isso foram pessoas que sabem o quanto eu gosto dele e me OFERECERAM tudo para que eu pudesse estar e botar alguns discursos; sou filha da crise, e bem – e estive em padarias portuguesas. Não que tivessem as coisas todas à portuguesa, mas senti-me lá mais em “casa” do que aqui na esquina, em frente ao lugar onde agora escrevo estas linhas.  Tudo mais, vamos dizer, natural e genuíno.

 

“Padaria Portuguesa”: fiquei a empreender desde que ouvi o nome. Interessou-me. Depois de ver melhor: é um caso de EMPREENDEDORISMO, não tenho dúvidas; acho muito bem e o país precisa. Mas ponham outro nome. Irei lá todos os dias mas já sei que não vou encontrar aquilo que cheguei a esperar. Melhor assim e estou contente. Quem sabe e gosta do que é português, MESMO, sabe do que estou a falar. Vão – até faço publicidade – passam lá uns momentos porreiros. Mas a água fica na boca. Mas é “melhor do que falecer”. Mais: é bom. A-pesar.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D